terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Triste

Como superar a ideia de ter perdido uma pessoa que faria par com você no baile da vida para sempre?
O baile foi cancelado pela distância, distância que destruiu a vida do jovem amante. A distância fez o que faz de melhor, separar as pessoas, assassinar relacionamentos.
Como continuar a viver uma vida repleta de mágoas? Sonhos que tinham tudo para dar certo e não aconteceram?
Pensei que as cartas que faziam  a base do meu castelo eram o amor...me enganei era  a dor disfarçada...o castelo caiu...os sonhos padeceram...por que tudo tem que ser assim?
Ardor.. Ardor onde está você? Me falta o "ar" e agora só tenho  a "dor".
O mar é o amor, o peixe sou eu...tinha tudo que queria...vivia no meu cardume, tinha minha família... meu amor...eis, que em um dia escuro o "mar" seca levando com ele a minha razão de viver, resta para mim apenas  ficar me debatendo até que tudo se acabe, morte ou seria a m(s)orte que acabaria com essa dor?...
Quero dividir minhas conquistas com quem eu amo, com quem me faz bem...
Perdi a lucidez, viver não quero mais, não aguento ter só "dor" em minha vida, eu quero o "ar" que só ela me dava...onde estao os meus versos de amor? Por que só escrevo versos doentes, versos tristes?
Quero minha felicidade aqui neste quarto escuro comigo...não quero mais chorar...não quero mais o desespero...triste...triste...triste...estou triste...essa tristeza que toma conta da minha vida, não me deixa viver...
Lágrimas, lágrimas, lágrimas...de tanto chorar será que chorarei sangue também? Névoa que me cerca e não consigo ver nada, apenas a dor de uma vida vazia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário