domingo, 31 de março de 2013

Âmbito moço

             Quando uma pessoa entra em nossas vidas, não conseguimos imaginar a proporção da possível mudança que ela pode acarretar em nossa existência. Cada indivíduo é uma chave que nos permite acessar o interior de um novo cômodo dentro de nós mesmos. Neste âmbito moço encontra-se o conforto/espinho para viver da melhor/pior forma possível. Há pessoas que não imaginamos o quanto elas se tornarão relevantes em nossas vidas, concomitantemente, outras que são especiais não tardarão a serem insignificantes como sujeitos que corroboram seus atos com mentiras.

- Clayton Levi

Lou(cura)

A minha luxúria pela vida encontra o seu ápice ao ler um bom livro. Onde as pessoas enxergam apenas loucura, eu vejo lou(cura), a cura contra o tédio, a cura que me permite viver uma vida que brada por todos os lados: "FELICIDADE!". 
- Clayton Levi

Poeta

                                   "Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
                                 Do que os homens!...". - Florbela Espanca


 
   Quando criança, sem perífrase, inquiriram-me:
        "O que você quer ser quando crescer?".
                - Sem tartamudear, respondi:
                      "Quero ser um deus!".

                  Anos sucederam-se após
                 Este episódio e concretizei
                Meu sonho, tornei-me poeta!
               Traduzo sentimentos em versos.

                     Converto a escuridão em
                  Iluminação para guiar a vida 
                     Alheia assim como o farol
                 Que norteia o marujo no mar.

          Transformo a simplicidade em grandeza. 
                 Guardo o anseio de ser o poeta 
            Dos versos perfeitos capazez de curar
             O coração e alma de quem os lerem,

            Palavras que consolam como um abraço
              Amigo em um momento de luto. Dizeres
            Que confortam como a fé que o ente querido
           Migrou para um lugar melhor ao lado de Deus.


- Clayton Levi

Renascimento

         
         Cometi suicídio para viver mais! Arquitetei tudo pacificamente. Decorei o cenário para o meu "grand finale". Coloquei o meu cd preferido como trilha sonora. Despi-me do meu terno, deixei-me ficar à vontade comigo mesmo, ao passo que degustava a minha bebida predileta! (Um copo cheio me relata coisas mais interessantes do que vocês, pessoas vazias)... Subi na cadeira e coloquei a corda-liberdade no pescoço. Parei por um instante, arfei, o meu sistema nervoso ficou descontrolado, em flashs gradativos lembrei-me dos melhores momentos da minha vida, dos momentos marcantes... Saltei para afastar-me das pessoas hipócritas e dessas lembranças que não permitiam ser livre da insônia!... Meu pescoço não fraturou (para o meu azar), sufoquei devagar enquanto debatia-me insanamente, tudo foi perdendo a nitidez... Não sei o que se sucedeu após o sufocamento... Acordei longe do lugar em que saltei para liberdade. (Como isso é possível?!), não sei! Acredito que apenas adormeci. Coloquei a mão no pescoço e não encontrei a corda que libertou-me ou qualquer vestígio de marcas acarretadas pela mesma. Despertei em minha cama, estava diferente, sentido a vida como uma pena pairando no ar. Tudo aquilo que estava dentro de mim, sufocando-me se foi... Fui até a sala e não avistei nada. Não sei o que de fato aconteceu. Não encontrei  fragmentos de tudo que preparei. Tudo isso foi apenas um sonho? Não sei! Apenas sei que sinto-me diferente, sinto a vida fluir de todos os lados. Tudo isso é confuso para mim. Não sei o que aconteceu, apenas sei que dessa vez farei tudo de outro modo, dar-me-ei uma vida digna de um clássico  literário. Devemos aprender com as cobras a trocar de pele. É preciso se auto-renovar periodicamente! Tudo se fez novo no findar do itinerário. No fim houve um novo começo! 

 Clayton Levi

A odisseia da existência

              A vida é uma viagem épica que flerta com o desconhecido. Uma jornada repleta de aventuras como "A Odisseia" de Homero. Há momentos dela que nos deparamos com belezas da realeza e sentimos vontade de nos prostrarmos perante ela por ser tão surreal. Há instantes que estamos aprisionados na obscuridade de uma caverna, temos medo que um ciclope dantesco e antropófago esmigalhe nossos crânios como os dos nossos companheiros de viagem esfacelados pela gigante criatura. Por nosso desejo pela sabedoria podemos passar anos perdidos, à deriva, no mar da existência. Ora em terras ermas onde o desespero impera, ora percebendo que numa ilha remota de prazeres visuais extraordinários pode haver perigos dissimulados como Circe, uma ninfa de formosura símile ao que há de mais no belo mundo, que pode transmutar o nosso destino em suíno, caso não tenhamos a audácia de conquistá-lo mantendo o foco nele e observando o mundo além das aparências. No decorrer da nossa viagem, perderemos amigos para diversos monstros, isto é inevitável. Devemos saber que fizemos tudo para salvá-los, no entanto não temos o poder de Zeus para realizar o irrealizável. Temos que continuar a jornada sem nossos amigos. É na escuridão  que conhecemos a força da luz. Quando o nevoeiro se esvai conseguimos enxergar, para isso acontecer é preciso ter paciência. A vida nos solicita calma para nos permitir contemplar o que realmente importa. Ao cruzarmos um lugar desconhecido dentro de nós mesmos é que nos encontramos de verdade. É necessário ponderar bastante antes de tomar uma decisão. Necessitamos  estar firmes para guiar o leme da vida - sempre com ânimo -, com a finalidade de enfrentar os tempos tempestuosos e continuar a busca pelo lugar desejado. É preciso acostumar-se com a imensidão do oceano de escolhas, ao nosso derredor, sabendo que ventos que estão ao nosso favor nem sempre nos guiam para uma ilha paradisíaca. 
 - Clayton Levi

quarta-feira, 20 de março de 2013

Musa renascentista


Corpo escultural, musa renascentista: 
De revistas de moda é assídua leitora,
Na arte do pensar é uma "admirável" instrutora!
Na futilidade é uma notória especialista! 
Tudo isso é apaixonante!

Ela é sincera tal qual a identidade 
De uma pessoa em um baile de máscaras.
É irrisória perto de suas roupas caras,
Para ela, a penúria da humanidade. 
Tudo isso é cativante! 


Sua personalidade é demasiado glitter.
Os seus lábios são saborosos 
Como a iguaria de animais asquerosos.
De ladra é o seu honroso caráter.
Tudo isso é estonteante!

O tom do seu esmalte é mais interessante
Do que o conteúdo de um bom livro.
Estou amando-a. Como dela me livro? 
Apesar de tudo, o decote dela é provocante. 
Tudo isso é luxuriante!

- Clayton Levi

segunda-feira, 18 de março de 2013

Aragem

"...Outras vezes oiço passar o vento,
                                                E acho que só para ouvir passar o vento
 vale a pena ter nascido...". 
- Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa). 


Uma moça pura retira-se do seu assíduo recanto
Onde são disseminadas as palavras do rabino sacrossanto.
Senta-se no chão, munida de um lápis e o seu confessionário peculiar,
Seu diário, e se põe a confessar buscando se aliviar:
 
No meu coração guardo um pintor da bondade
Que sonha colorir o mundo com dignidade.
(sobre)viver nesse mundo cinza-ganância-egoísta
É deprimente. Tenho orgulho de ser altruísta.
 
Onde está o tão falado amor ao próximo?
Onde se escondeu o sentimento de dor
Pela tristeza do seu amicíssimo?
Pessoas hipócritas! Culpam o Acusador
 
Pelos seus próprios execráveis erros.
Coloco-me em estado de luto eterno por seres dessa linhagem.
Escondem-se atrás das mães como desmamados bezerros...
De repente, tudo se esvai ao sentir em seu rosto a carícia da aragem.

- Clayton Levi

A busca


Vivemos em um mundo repleto de pessoas-cobras que afastam pessoas legais de nossas vidas, envenenam nossas almas e as matam vagarosamente com palavras peçonhetas! Diversas pessoas pensam saber algo sobre nossa vida. Quantas dessas pessoas já enxugaram nossas lágrimas? Quantas dessas pessoas já seguraram nossas mãos e nos deram forças para seguirmos em frente? Vivemos em busca de alguém que leve embora nossa solidão. Vivemos em busca de alguém que tenha a coragem de ser sincero. Vivemos em busca de alguém que possamos confiar. Vivemos em busca de alguém que consiga despertar o melhor em nós. Sorrir um sorriso franco é encontrar alguém que possamos dividir nossos mais íntimos desejos e poemas melancólicos. Vivemos em busca desse alguém no meio de um covil de víboras. Vivemos em busca de ser respeitados pelo que somos. Vivemos para conseguir viver em paz com nós mesmos. Na vida a felicidade é encontrar alguém que nos faça ter a facilidade para expressarmos os nossos sentimentos e pensamentos. Vivemos em busca de alguém que possamos ser nós mesmos sem medo de parecermos ridículos. Vivemos em busca de alguém que possa nos traduzir quando nós não conseguimos nos entender. 

- Clayton Levi

quinta-feira, 14 de março de 2013

A poetisa e a lua

               O eterno espanto

           "Que haverá com a lua que sempre que a gente 
             a olha é com o súbito espanto da primeira vez?".
            - Mario Quintana


- Poetisa:
 
Ela vem com uma surpresa de um brilho intenso,
Que envolve a nossa admiração
Para a sua mais magnífica apresentação.
As estrelas são a sua mais fiel plateia.

As nuvens aparecem e desaparecem,

Como em intervalos para cada ato.
A cada aparição de tua grandeza,
Me torno fã de tua beleza.

Pois tu levaste minha tristeza

De uma saudade sem certeza.
E em meu coração apaixonado,
Sempre consegues trazer o meu amado.

Porque tens o poder de união

Com a poesia do teu encanto
De fazer um encontro
De dois corações numa só dimensão.

- Lua: 

Ó, poetisa, que cantas os meus encantos
Não sabes o quanto a invejo!
Podes versar a quem quiseres.
Estou aprisionada na abóbada celeste

A observar as nuances da vida.
Invejo-te por possuires a capacidade de amar.
Não posso! Não posso! Não posso deleitar-me
Com a ardência de um abrasador beijo...

Não posso! Não posso! Não posso sentir
O conforto de um abraço estreito...
Tantos outros atos, mas não posso desfrutá-los, poetisa!
Ó, poetisa, invejo o teu alumbramento ao veres a mim.


Poetisa, ames sob a minha prateada luz,
Sinta a minha deplorável inveja emanar 
Na tentativa de ser presenteada
Com mais versos de néctar escritos por ti.


 - Amanda Mirleide e Clayton Levi

segunda-feira, 11 de março de 2013

Dom Casmurro

"Os olhos continuaram a dizer coisas infinitas, as palavras de boca é que nem tentavam sair, tornavam ao coração caladas como vinham.". - Dom Casmurro (Machado de Assis).

Fito meu olhar no seu. Um olhar de admiração
Tal qual o de um devoto ao ver finalmente o seu deus.
Não pense que os seus olhos oblíquos e dissimulados
Irão ter o que você quer, Capitu. Eles são exímios poetas,

Porém não acredito em nada do que eles me contam. 
Meu olhar é cego para tamanha falsidade.
Seus olhos proferem mentiras, mentiras contidas
Nos melhores sonhos adolescentes.

Seus olhos dizem me amar, mas sou cético a tamanha ilusão. 
Cigana, seu corpo em conluio com suas pérolas negras
Tentam me fazer ter fé. Não acredito!
Mentiras assim deveriam causar suicídio

Instantâneo a quem ousasse proferir tamanho sacrilégio.  
Aquele menino ingênuo que você conheceu, anos atrás, 
Tornou-se um homem observador e meticuloso.
Homem que daria tudo que possui para extinguir

Todas as pessoas da sua índole da face da terra.
Capitu, eu sei do seu afeto por Escobar... Sempre soube.
Bem sei que todos lhe desejam. Todos sonham em sentir
Os seus lábios junto aos deles. Devaneam saborear dos seus

Encantos entre quatro paredes. Sinto lhe dizer, não sou
Igual a todos, desejo algo que você não pode oferecer
A minha alma, desejo um amor a dois, um sentimento
Sincero e ímpar. A sua alma é mais promíscua do que

A da meretriz mais formosa do prostíbulo da esquina
E nunca poderá suprir o meu desejo.
Eu almejo um amor que me faça agir como Orfeu. 
Um amor que me faça descer até o Tártaro,
Apenas para resgatar o melhor de mim.

 - Clayton Levi

sexta-feira, 8 de março de 2013

Amar é transcendental



                                                             Um homem para
                                                            Ser feliz necessita
                                                                 Apenas de
                                                         Uma mulher inteligente
                                                                  E de vinho! 

                                                                A pior solidão
                                                          É estar acompanhado
                                                            E se sentir sozinho!

                                                             Uma relação entre
                                                        Dois corpos não é amor!
                                                       O Amor transcede o coito!
                                                              Amor é o encontro
                                                       De duas almas interessadas

                                                              Em proporcionar o
                                                          Bem-estar uma da outra
                                                           Além do bem e do mal. 

        
                                     - Clayton Levi

segunda-feira, 4 de março de 2013

Sonho ser poeta!

"... Porque poesia é insatisfação, um anseio de auto-superação.
 Um poeta satisfeito não satisfaz...". - Mário Quintana







Um dia, pode ser possível,
Com uma boa tequila,
De forma tranquila,
Escrever um poema incrível.
Quero ser um poeta inesquecível!

Para um sonho ser realizado, me escuta:
"Basta determinação e oportunidade.".
Acredito em mim com positividade!
Vencerei qualquer luta
De maneira astuta!

A cada olhar de admiração
Desferido para ela,
Sinto emanar dela
A desejável inspiração
Para o meu sonho ser realização!


- Clayton Levi







domingo, 3 de março de 2013

Para André Dias melancólico

 
Mesmo estando ao ar livre tenho crises de claustrofobia.
A vida viúva é sufocante. O tédio me consome.
Assim como a essência dessa poesia tem fome
De se desvencilhar da fôrma e mostrar toda sua forma como quem assobia.

Nesses dias desiguais, meu ser sente a sina de ser um ser sensível.
Eu bem sei que o meu fado é viver como se eu não fosse invisível
Ao sofrimento alheio. Anos atrás, iniciei uma jornada com destino
Ao autoconhecimento. Aprendi que entre ser sábio e ser desatino

Há uma linha tênue. Ela pode se romper a qualquer negligência.
Necessitei me manter ausente dos meus problemas paralisantes,
Pois precisei colocar as minhas mãos em seus ouvidos para vetar a eloquência
Do Jovem Werther ¹ que lhe impedia de ser como antes.

É necessário saber que tudo passa. Diria Heráclito: "Panta rei!" ².
Somos uma moeda. Somos cara e coroa. Somos o bem e o mal.
Nossas escolhas dizem quem somos. Ciente disso, sei o que amanhã serei!
Faça sua escolha! Transforme sua vida! Renasça, seu animal!

Ateu cagão, está na hora de limpar as cinzas da sua vida.
Se alimente da felicidade que a todos é servida!
Renasça e escreva um best-seller digno de ecoar pela eternidade.
A vida é constituída por momentos sorvetes e de insanidade.

É o momento de viver sentindo a vida de forma consciente e saudável.
É o momento de ser apóstata a sentimentos antigos e viver um novo amor!
É o momento de viver cada dia realizando sonhos com ardor.
Afinal, é a sim que a realidade se torna agradável!

- Clayton Levi

____________________________________

¹ Personagem do livro: "Os sofrimentos do Jovem Werther", escrito por Goethe, poeta alemão.
² Expressão que significa, a grosso modo: "Tudo muda".
*Imagem: O ovo cósmigo - Salvador Dali.